rss email twitter facebook google pinterest

Numero para contato

DISTRITO LAGOA 33

ESCOLA PORTAL: LAGOA 33

No Dia do Estudante vamos inaugurar uma Mini Biblioteca na escola, contamos com seu apoio e parceria. Doe um livro de literatura infanti...

28 de novembro de 2012

Crescendo na crise!

crise

A crise, que tanto procuramos evitar e ignorar tem um valor enorme para a pessoa que procura crescer genuínamente em sua vida espiritual. Ela nos permite avaliar o verdadeiro estado de nossas “reservas espirituais”. Todos nós nos sentimos fortes e espirituais quando a vida nos trata bem não é verdade? Nestes momentos proclamamos a nossa lealdade ao Senhor e afirmamos nosso compromisso de viver de acordo com sua palavra.

No entanto, quando a tempestade vem, muitas das vezes a devoção e o compromisso desaparecem. Surge ai a pergunta: Por que eu?

Em meio a crise, temos a oportunidade de vermos quem somos. Encontramos em nós muitas vezes imperfeições, pouca maturidade..

Para a pessoa que está interessada em ver mudanças em sua vida, um pré-requisito indispensável para este processo é tomar a consciência de áreas que precisam ser tratadas pelo Pai. Enquanto não vivemos situações que testam a nossa vida, provavelmente estamos fazendo um equívoco enquanto a nossa verdadeira condição espiritual. Não vamos estar cientes da verdadeira natureza de nossas fraquezas. A crise põe fim ao engano de nossas percepções. Na crise, temos a oportunidade de nos ver como somos. Nossas imperfeiçoes, imaturidade, falta de santidade, etc.

Para entender este princípio, considere um momento do Apóstolo Pedro. Na última ceia, profundamente afetado pelas emoções fortes do momento, proclamou que daria a sua vida a Cristo. Não duvido de sua devoção e compromisso, me entenda bem. No entanto, quando veio a prova, não chegou sequer a confessar com sua boca a fidelidade a Cristo.

Qual dos “dois” Pedros tinha um maior potencial para a obra? O primeiro ou o segundo? O pedro “derrotado” havia aprendido uma valiosíssima lição. Não podia confiar em seu próprio entendimento e nem em sua própria avaliação de paixão espiritual.

Como líderes, aprendemos nesta reflexão duas importantes lições:

Primeiro: Devemos ter cuidado naquilo que proclamamos em tempos de abundância e benção. É fácil sentir-se invencível quando tudo está a nosso favor.
Segundo: Devemos apreciar o valor das crises em nossas vidas. Ninguém gosta de vivê-las, mas lembre-se que o bom fruto pode ser deixado em nossas vidas quando nós não nos escondemos delas!

Fonte:Gabriel Felix

Pagina Anterior Proxima Pagina Página inicial

0 comentários:

WWW.SOCIEDADE33.COM.BR